Instalar o dbeaver no Linux

Neste artigo veremos como instalar o DBeaver no Linux, veremos como fazê-lo em várias distros como Ubuntu, Debian, Arch e Fedora. Mas o que é a DBeaver?

O que é a DBeaver?

DBeaver é uma ferramenta de desenvolvimento e administração de bases de dados multi-plataformas. Foi concebido para profissionais na área do desenvolvimento, administração e optimização de bases de dados relacionais. Fornece um ambiente intuitivo para trabalhar com vários tipos de bases de dados ao mesmo tempo, incluindo MySQL, PostgreSQL, Base de Dados Oracle, SQL Server e muitos outros.

As principais vantagens que a DBeaver oferece em relação ao MySQL Workbench são as seguintes:

  • Apoio a vários motores de bases de dados: DBeaver suporta muitas bases de dados diferentes, incluindo Oracle Database, PostgreSQL, SQL Server e outras. Isto permite aos utilizadores gerir facilmente todas as suas bases de dados a partir de uma única ferramenta.
  • Ferramentas avançadas para análise e optimização do desempenho: DBeaver oferece ferramentas úteis para ajudar os utilizadores a analisar e optimizar o desempenho das suas bases de dados. Isto inclui uma ferramenta de análise de consulta, um monitor de desempenho e muitos outros.
  • Ferramentas úteis para a administração: DBeaver oferece ferramentas avançadas para ajudar os administradores a gerir as suas bases de dados com facilidade. Isto inclui a capacidade de criar scripts SQL, exportar dados, importar dados e efectuar cópias de segurança automatizadas.
  • Design intuitivo e interface amigável: DBeaver tem uma interface intuitiva e fácil de usar que permite aos utilizadores navegar facilmente nas suas bases de dados. Isto torna-o ideal para principiantes, bem como para profissionais experientes.

Instalar o DBeaver

Instalação em Debian / Ubuntu

Começamos com os utilizadores do sistema operativo Ubuntu/Debian. Primeiro, terá de instalar os pacotes Java Runtime Environment (JRE) e JDK se estes ainda não estiverem presentes no seu sistema. Isto pode ser feito através da execução do seguinte comando:

sudo apt-get install default-jre default-jdk

Depois de o ter feito, descarregue a última versão da DBeaver a partir do seu site oficial aqui. Uma vez terminado o descarregamento, abra um terminal no Linux e navegue até à pasta onde se encontra o ficheiro descarregado e execute o seguinte comando:

sudo dpkg -i nome_do_ficheiro.deb

Substitua “nome do ficheiro” pelo nome do ficheiro que descarregou. Se tudo correu bem, deverá ver uma mensagem de confirmação no seu terminal. A DBeaver está agora instalada com sucesso. Para o iniciar, procurar “DBeaver” no menu principal ou abrir um terminal e digitar o seguinte:

dbeaver &

Agora que o DBeaver está instalado, vamos configurá-lo. Quando iniciar a candidatura pela primeira vez, verá um ecrã de boas-vindas com várias opções à sua escolha. Como primeiro passo, precisamos de criar um novo grupo de ligação clicando no botão “Grupos” e depois seleccionando a opção “Adicionar Grupo” a partir do menu pendente. Depois disso, precisamos de criar uma nova ligação. Para tal, voltar ao ecrã de boas-vindas e seleccionar “Adicionar nova ligação” a partir do menu pendente.

As opções seguintes variam consoante o tipo de base de dados que está a utilizar. Por exemplo, se estiver a trabalhar com o MySQL, deve fornecer informações tais como o nome do servidor, porta, etc. Uma vez concluída a configuração inicial do DBeaver, pode começar a utilizá-lo para gerir as suas bases de dados.

Instalação no Arch Linux

Agora passamos aos utilizadores do ArchLinux. Para instalar o DBeaver neste sistema operativo, devemos primeiro descarregar o pacote binário a partir do seu site oficial aqui. Uma vez terminado o descarregamento, abra um terminal no Linux e navegue até à pasta onde se encontra o ficheiro descarregado e execute os seguintes comandos:

sudo pacman -U nome_do_ficheiro.pkg.tar

Substitua “nome do ficheiro” pelo nome do ficheiro que descarregou. Isto irá instalar o DBeaver no seu sistema ArchLinux, e poderá começar a utilizá-lo para gerir as suas bases de dados.

Instalação no Fedora

Finalmente, os utilizadores Fedora também podem desfrutar da ferramenta DBeaver. Deve primeiro descarregar o pacote binário do seu sítio web oficial aqui . Uma vez concluída a descarga, abrir um terminal Linux e navegar até à pasta onde se encontra o ficheiro descarregado e executar os seguintes comandos:

sudo rpm -ivh nome_do_ficheiro.rpm

Substitua “nome do ficheiro” pelo nome do ficheiro que descarregou para instalar o DBeaver no Fedora. Uma vez feito isto, pode começar a utilizá-lo para gerir as suas bases de dados.

 

Deixe uma resposta